LIGHTNING BOLT COLLECTOR SERIES EDIÇÃO LIMITADA

A Lightning Bolt convidou cinco dos shapers mais originais, inspiradores e icónicos de sempre a criar uma prancha de uma época que, pessoalmente, considerassem emblemática.

Foram necessários três anos para conseguirmos ter uma Série de Pipeliners de Coleção, incluindo algumas das pranchas Lightning Bolt mais emblemáticas de sempre.

É tempo de mostrarmos estas obras-primas ao mundo.

 

Agradecemos a Gerry Lopez, Barry Kanaiaupuni, Tom Parrish, Rory Russell e Reno Abellira esta colaboração tão especial. Sentimo-nos priveligiados e gratos.

GERRY’S PIPELINER BY GERRY LOPEZ

GERRY’S PIPELINER
POR GERRY LOPEZ

228.6CM COMPRIMENTO / 48.26CM LARGURA / 10.16CM ESPESSURA

Conhecido como “Mr. Pipeline”, o pirata que descobriu uma nova fronteira em Banzai Pipeline, e co-fundador da Lightning Bolt Surfboards, criou esta obra-prima como uma referência da transição para as short boards. Lopez apresenta alguns dos primeiros elementos de down rail rocker vistos em guns de performance até aos dias de hoje.

“Estas pranchas representavam o estado da arte quando, na década de 70, eu e o Jack Shipley começamos a Lightning Bolt Unlimited, Surf Co. Inc. Os pintail shapes foram desenvolvidos especificamente para surfar o tubo da Pipeline (o que ainda não tinha sido feito com muito sucesso). O acabamento polido e as cores das pranchas tiveram um impacto enorme em todo o mundo, principalmente junto dos surfistas que visitavam o Havai.”

Saber mais.

BK’S BIG RED BY BARRY KANAIAUPUNI

BK’S BIG RED
POR BARRY KANAIAUPUNI

246.38CM COMPRIMENTO / 46.99CM LARGURA / 10.16CM ESPESSURA

Esta prancha foi o design testado e comprovado da Sunset Beach para o lendário Barry Kanaiaupuni ou “BK”. As down rails orientadas para o controlo, num modelo mais estreito, foram uma verdadeira inovação na performance em ondas maiores. Foi uma prancha que se destacou de todas as outras, com um toque clássico dado pelas back pin lines e o símbolo do raio com sombra projetada.

“Esta prancha foi testada e comprovada na Sunset Beach. Surfei de 2,5 a 3,5 metros, às vezes até 4,5 metros. Boa para late take offs e deep bottom turns. À época estava a fazer o shape de pranchas Lightning Bolt no Havai. Fiz o meu primeiro shape num projeto de marcenaria no 8º ano, em 1958, com uma faca (que era a ferramenta do dia). A partir daí, continuei a experimentar e a fazer o shape de pranchas em balsa.”


Saber mais.

TOM’S PIPELINER BY TOM PARRISH

TOM’S PIPELINER
POR TOM PARRISH

231.14CM COMPRIMENTO / 48.26CM LARGURA / 8.89CM ESPESSURA

Tom Parrish, um dos shapers mais autênticos e revolucionários da sua geração, deu provas mais uma vez. O seu talento e determinação incomparáveis para o shaping de guns para ondas grandes assumem agora forma de um clássico Lightning Bolt. Concebida para um máximo controlo com um mínimo esforço: assim é a Pipeline Classic.
“Estive um ano a tentar fazer parte da Lightning Bolt, por isso nunca dei como garantida a honra de ser um dos seus shapers. Quando, no final dos anos 60, as longboards deram lugar às mini guns, a largura e os contornos ovais mantiveram-se. À medida que os surfistas foram precisando de pranchas para aguentar velocidades maiores, os outlines, principalmente as tails, tornaram-se mais estreitos e os bottom shapes firmes, com rails virados para baixo. No início, estes shapes eram um pouco crus, mas o shape básico de uma single fin semi gun tinha sido criado.”


Saber mais.

RORY’S PIPELINER BY RORY RUSSELL

RORY’S PIPELINER
POR RORY RUSSELL

241.3CM COMPRIMENTO / 579.12CM LARGURA / 121.92CM ESPESSURA

Duas vezes campeão da Pipeline Masters e lenda viva do surf mundial, Rory Russell construiu a força do seu próprio nome ao criar o shape de uma das pranchas mais emblemáticas da Lightning Bolt: a Pipeliner. Mais de 30 anos depois, Rory está de regresso à Lightning Bolt, que nunca saiu do seu coração.

“Todos sabemos que a prancha faz o surfista. Cada surfista é tão único quanto a sua necessidade de uma prancha que responda às suas manobras e estilo. É preciso um grande entendimento, a todos os níveis, para que o shaper consiga criar a prancha certa. Nada é mais importante do que a experiência. Testar e falhar. Perceber o que funciona e o que não funciona. E não há melhor campo de treino do que o Havai. A diversidade e consistência do surf proporcionam as condições ideiais para testar as pranchas, seja qual for o shape ou tamanho. Foi assim que nasceu a Lightning Bolt Surfboards.
A Shortboard Revolution e a expansão de shapers independentes aceleraram o surf. E sem dúvida que era a Lightning Bolt que ia à frente. O Gerry, o Reno, o B.K., o Tom Parrish e eu conseguimos colocar inúmeros surfistas nas melhores pranchas que alguma vez tiveram. Tens de sentir e conhecer uma pure source e surfar no Havai é a experiência mais pura que podes ter. Para mim, é uma honra poder voltar a juntar-me com o nosso old gang nestas Collectors Series. Os clássicos só ficam ainda mais clássicos. Aloha, Rory.”


Saber mais.

RENO’S MARK RICHARDS MODEL
POR RENO ABELLIRA

231.14CM COMPRIMENTO / 48.26CM LARGURA / 10.16CM ESPESSURA

Reno acrescenta uma nova visão no quiver clássico da Lightning Bolt, com a sua rounded pin tail fully streamline com duas channeled wings para tornar a prancha mais solta sem comprometer o controlo. A quilha glassed-on é especialmente posicionada para maximizar o drag no tubo e bottom-turns suaves. As pin lines duplas, pretas e brancas, sobre o clássico duplo tom da Lightning Bolt, dão-lhe um acabamento com o mesmo estilo.

“Durante cinco anos na Lightning Bolt Havai, e bastante tempo antes de se tornar oficialmente o seu próprio shaper - quase até ao primeiro dos seus incríveis quatro campeonatos mundiais, em 1979 ('80, '81 e '82), - o australiano Mark Richards encomendou o seu quiver para a North Shore quase exclusivamente a mim. (…) O Mark encomendava-me pranchas mais largas e grossas, versões “ampliadas” de pranchas que já eram standards no meu quiver pessoal. (…) ”

Saber mais.

Coleção Limitada de Colecionador